Desenvolvimento emocional e afetivo da criança



Como pais, vocês garantem a seus filhos segurança, alimentação, escola e mantêm as vacinas em dia, certo?


Mas, e o amor e o afeto?


São tão importantes quanto tudo isso para o desenvolvimento das crianças.


Não é conversa fiada, há uma comprovação científica de que o desenvolvimento infantil só tem sucesso, se acrescentar amor e afeto à criança.


Você já deve ter ouvido alguém dizer, como sua mãe ou avó, ou mesmo algum amigo, que pegar no colo muitas vezes, pode deixar o bebê mimado.


Pior ainda é o conselho para deixar a criança chorar para que ela aprenda a esperar.


Dê colo à vontade, porque logo que uma criança nasce, ela continua em formação e se sente insegura. É um período como se fosse a continuação da gravidez, mas fora da barriga.

Não é só trocar fraldas, amamentar, dar banho e vacinas. Ela precisa da segurança, do toque e do aconchego dos pais para se desenvolver.


Eu estava olhando alguns dados da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal que diz muito sobre esse assunto.


Para os brasileiros, as 3 coisas mais importantes para o desenvolvimento da criança de até 3 anos são: levá-la ao pediatra/dar vacinas recomendadas, amamentar e ter cuidado com a alimentação.


O afeto dos pais e o convívio com outras crianças e irmãos, por exemplo, são pouco falados.


O afeto e carinho nos primeiros anos de vida, vai tornar o seu filho um adulto emocionalmente seguro.


Assim como conversar, cantar, contar histórias ao bebê, mesmo ele sendo muito pequeno, ficará registrado como algo bom e acolhedor.


O período mais importante do desenvolvimento de um ser humano vai do nascimento até os 8 anos de idade.


A gente está sempre aprendendo e evoluindo, mas nestes primeiros anos de vida, chamados de primeira infância, isso acontece com muita rapidez.


Não tem uma fórmula mágica para a criança se desenvolver. Os adultos precisam entender que elas passam por diferentes fases, são únicas, então, nunca compare sua criança com outra.


Papai e mamãe, vocês têm colaborado de forma amorosa no desenvolvimento do seu filho?